• Ascom Sindspef

Marielle Francisco da Silva mais uma vítima da violência no Rio


Por: Alessandra Souza e Íngrid Bianchini

Popularmente conhecida como Marielle Franco, era mãe, negra, militante dos direitos humanos, socióloga, vereadora do Psol. Sua militância a favor dos direitos humanos e contra violência foi impulsionada após a morte de uma amiga vítima de bala perdida durante troca de tiros entre o tráfico e policiais no bairro onde residia Complexo da Maré.

A mulher que não fugia à luta foi brutalmente assassinada na noite de quarta-feira, 14, no Rio de Janeiro, após sua saída da região central da cidade onde participou do evento chamado "Jovens Negras Movendo as Estruturas", na Rua dos Inválidos. De acordo com o Chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa que esteve no local após o ocorrido, o carro onde estava a vereadora e sua assessora, foi perseguido por cerca de 4 km ao sair da Lapa. O motivo ainda é um mistério, mas pelas circunstâncias trata-se de uma execução, o atirador estava a dois metros do carro e era experiente, relatou o Rivaldo. A polícia que localizou as imagens que ajudarão na identificação dos assassinos da vereadora segue com o sigilo das demais apurações.

Importante lembrar-se das últimas conquistas e atuações da Marielle Franco, que foi nomeada no dia 28 de fevereiro relatora da comissão que acompanhava a Intervenção Federal no Rio, com o objetivo de fiscalizar o Poder Público, visitar territórios, colher dados, solicitar informações e organizar reuniões sobre a Intervenção. No dia 10 de março ela fez uma denúncia sobre a morte de dois jovens e a truculência policial durante operações na Favela de Acari, na Zona Norte do Rio. Após quatro dias acontece o assassinato da militante e do motorista do veículo, Anderson Pedro Gomes.

O corpo da vereadora Marielle Franco foi velado por cerca de 1h 30 na Câmara de Vereadores do Rio e às 17h 30 houve o sepultamento no Cemitério São Francisco Xavier no Caju, ao mesmo tempo o corpo do motorista Anderson chegava ao Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte do Rio. Na despedida amigos e familiares de Marielle se reuniram ao lado do caixão em oração, logo após os amigos aplaudiram e gritaram “Marielle Franco, presente agora e sempre”.

“Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?”

Marielle Franco


131 visualizações

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS DE SÃO GONÇALO - SINDSPEF-SG

CNPJ: 05.208.698/0001-59

Rua Simeão Custódio, 48 - Centro, São gonçalo/RJ

ASCOM

Agência AB

Copyright ©Agência AB 2020 

  • instagram-logo-png-transparent-background-800x799
  • IMG_5754