• Ascom Sindspef

Audiência Pública - São Gonçalo estuda a possibilidade de armar a Guarda Municipal


Por: Íngrid Bianchini

A audiência pública que aconteceu na tarde desta sexta-feira, 27, na Câmara de Vereadores, no município de São Gonçalo, teve como ênfase a discussão do seguinte tema: ARMAR OU NÃO A GUARDA MUNICIPAL. De acordo com a Lei 13.022 de Agosto de 2014 que prevê o armamento da categoria.

Com a presença do Prefeito José Luiz Nanci, representantes do poder legislativo, das polícias Militar e Civil, da Guarda Municipal, do Sindicato dos Servidores Públicos Efetivos de São Gonçalo e da sociedade civil, o debate foi produtivo, vista que a maioria está a favor desta Lei.

O prefeito destacou que é uma decisão difícil, mas de suma importância para a guarda e nosso município e que a decisão deverá ser discutida pelos poderes Legislativo, Executivo, Judiciário junto à sociedade. “Este deverá ser um processo feito com estudo e coerência, capacitando psicologicamente e estrategicamente. Contando também com a orientação Polícia Federal e Polícia Militar”, conclui o Doutor José Luiz Nanci.

A posição da delegada Carla Tavares 73º DP, foi de preocupação com a qualidade destes equipamentos, caso seja disponibilizado e questionou se o município terá condições de arcar com estas novas despesas.

Representando o SINDSPEF-SG, a presidente Rosangela Coelho, agradeceu a todos que apoiaram nesta luta de quase três meses a fim de que se chegasse a esta audiência pública e se iniciasse esta conversa com as autoridades municipais e os cidadãos que vêem cada vez mais a violência aumentar no município, inclusive contra a própria guarda.

“Precisamos entender que a categoria esta sendo atingida e não tem os devidos meios para se defender, principalmente as mulheres da guarda municipal, como temos relato da servidora Adriana Leocádio, do Grupamento de Proteção Ambiental (GPAM), que no inicio deste ano foi agredida pelo assessor de um vereador enquanto fazia o patrulhamento na orla da praia das pedrinhas. Se a Guarda Adriana estivesse com uma arma na cintura não teria levado um soco.”Destaca Rosangela.

Enfim, este debate está longe de terminar, mas se acredita que em breve uma resposta positiva chegará à sociedade.


73 visualizações

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS DE SÃO GONÇALO - SINDSPEF-SG

CNPJ: 05.208.698/0001-59

Rua Simeão Custódio, 48 - Centro, São gonçalo/RJ

ASCOM

Agência AB

Copyright ©Agência AB 2020 

  • instagram-logo-png-transparent-background-800x799
  • IMG_5754