• Ascom Sindspef

Em Assembleia, servidores reafirmam posições do Sindspef-SG


Na manhã de ontem (16) foi realizada uma Assembleia Extraordinária na sede do Sindspef-SG após manifestação em frente à prefeitura, com a presença da GloboNews, que fez a cobertura dos protestos.

A emissora entrevistou a presidente do Sindspef-SG, Rosangela Coelho, mas na edição que foi ao ar ainda ontem, a entrevista foi, infelizmente, cortada.

A pauta da Assembleia girou em torno da Mesa de Negociação sobre a proposta do governo em parcelar os salários de dezembro. Tal proposta, conforme deliberado em Assembleia do dia 10 de janeiro, foi PRONTAMENTE recusada pelo Sindspef-SG.

No lugar do parcelamento, foi apresentada contraproposta de escalonamento salarial para o mês de dezembro, muito bem aceita na Mesa de Negociação.

A ideia é fazer um escalonamento por faixa salarial para pagamento integral das remunerações mais baixas já a partir deste mês.

Também será criado um calendário consensual entre Sindspef e governo para os pagamentos dos salários mais altos dos servidores também referente ao mês de dezembro.

No dia 23 haverá outra reunião onde o Sinspef-SG terá as respostas definitivas acerca dos pagamentos de dezembro. Segundo o governo, os salários de janeiro em diante serão regularizados e pagos até o 5º dia útil de cada mês.

- O governo precisa entender que a real situação de calamidade financeira é dos servidores, que estão desesperados com contas atrasadas, muitos sem ter o que comer e já sofrendo de depressão - disse Rosangela Coelho, presidente do Sindspef-SG.

Também foi deliberado que a Greve continua até o pagamento dos salários e a regularização financeira dos trabalhadores que já não possuem dinheiro para transporte e manutenção nas unidades de trabalho:

- Os servidores chegaram a uma situação limite por não terem nem mesmo o dinheiro da passagem do ônibus para poderem ir trabalhar, muito menos condições de alimentação nas unidades. Vamos manter os 30% trabalhando e, como foi acordado com o governo, os servidores não receberão falta. Os atendimentos de emergência à população continuam sendo prioridade na escala de trabalho - continuou Rosangela.

Outro ponto importante abordado na Assembleia de ontem diz respeito a presença ilegal de funcionários já exonerados nas unidades trabalhando normalmente:

- A presença de ex-funcionários sem vínculo empregatício com o município é um problema gravíssimo e cabe processo de improbidade administrativa contra o prefeito se isso persistir. Estamos diariamente recebendo denúncias e catalogando os nomes dessas pessoas nessa situação. Isso é crime de usurpação de função pública - pontuou Rosangela Coelho.

No dia 24 de janeiro (terça-feira) será realizada nova Assembleia às 18 horas no auditório da Acesg (Prédio da Nextel). O endereço é Rua Feliciano Sodré, 82, Centro.

- É de extrema importância a presença dos servidores nas assembleias. É lá que eles terão a oportunidade de se informar e participar das decisões e estratégias de luta da categoria - finalizou Rosangela.

#SINDSPEFSG #ROSANGELACOELHO #SÃOGONÇALO #ASSEMBLEIA #SALÁRIOS

938 visualizações

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS DE SÃO GONÇALO - SINDSPEF-SG

CNPJ: 05.208.698/0001-59

Rua Simeão Custódio, 48 - Centro, São gonçalo/RJ

ASCOM

Agência AB

Copyright ©Agência AB 2020 

  • instagram-logo-png-transparent-background-800x799
  • IMG_5754