• Ascom Sindspef

História, conhecimento e bate-papo em palestra do Sindspef-SG


O Sindicato dos Servidores Públicos Efetivos de São Gonçalo (Sindspef-SG) realizou no dia 09 de dezembro encontro de palestrantes que apresentaram e debateram um pouco da história do sindicalismo brasileiro na segunda metade do século 20. Nesta edição marcaram presença na Mesa os professores da Universidade Federal Fluminense (UFF) Sérgio de Sousa Montalvão e Joana D'Arc Ferraz, além do convidado especial Benedito Joaquim dos Santos, ex-presidente do Sindicato dos Operários Navais em Niterói.

Seu Benedito, como é conhecido, do alto de seus 87 anos de vida, deu uma aula aos ouvintes, que puderam aprender deste senhor altivo o modelo de organização que levou o sindicato dos operários navais a ser um dos mais atuantes e respeitados da América Latina nas conturbadas décadas de 1950/60. Ele foi o último presidente do sindicato até irromper o Golpe Civil-Militar em 1964. Junto com seus companheiros, foi preso e torturado pelos militares. Na redemocratização entrou para o mundo da política representativa, sendo eleito vereador em São Gonçalo por dois mandatos, chegando a exercer a presidência da Câmara.

Os professores Montalvão e Joana D'Arc Ferraz discorreram sobre as características históricas que levaram ao Golpe e com ele o estabelecimento de um estado autoritário e de exceção. "O Golpe só foi levado a cabo com o apoio e colaboração estreita do empresariado brasileiro que contribuía financeiramente para os centros de pensamento alinhados ao grande capital internacional (IPES e IBAD), mais precisamente aos interesses norte-americanos naquele momento de Guerra Fria", lembrou Ferraz.

Para a professora, que é membro do grupo Tortura Nunca Mais há 30 anos, a ruptura democrática causou um grande trauma geracional que perdura até hoje, principalmente pela interdição da memória das vítimas e familiares da classe trabalhadora. "Diferentemente de outros países latinoamericanos que passaram por ditaduras, o Estado Brasileiro optou pela 'reparação financeira', o que acabou sendo um cala-boca às vítimas da violência do Estado. Isso é horrível para a recuperação da memória daquela época, até porque os arquivos mais importantes ainda estão fechados à sociedade", continuou.

O 1º Ciclo de Palestras promovido pelo Sindspef fecha a sua primeira edição em maio do ano que vem. Será uma palestra por mês com diversos temas ligados à atualidade e que tem como objetivo a formação política do servidor efetivo na luta sindical em São Gonçalo. "A maior lição de hoje foi que sem unidade do trabalhador, não há vitória. Esses debates são uma oportunidade da gente se empoderar com conhecimento. Sem saber onde está e sem saber o queremos, não chegamos a lugar nenhum", disse Rosangela Coelho, presidenta do Sindspef-SG.

O próximo encontro será no dia 07 de janeiro às 18 horas na Associação Comercial de São Gonçalo. Apareça.

#CICLODEPALESTRAS #SINDSPEFSG #MOBILIZAÇÃO

18 visualizações

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS DE SÃO GONÇALO - SINDSPEF-SG

CNPJ: 05.208.698/0001-59

Rua Simeão Custódio, 48 - Centro, São gonçalo/RJ

ASCOM

Agência AB

Copyright ©Agência AB 2020 

  • instagram-logo-png-transparent-background-800x799
  • IMG_5754